Locomotiva Kerr Stuart classe WREN.

Estas pequenas locomotivas começaram a ser fabricadas desde 1903 pela Kerr Stuar & Co. Ltd. até 1930 com o fechamento da fabrica. Após isso, a empresa Hunslet Engine Co. Ltd. comprou e assumiu a fabricação deste modelo, que durou até 1941.

Locomotiva Wren modelo antigo em foto de fábrica
Locomotiva Wren modelo antigo em foto de fábrica

Fabricaram-se 163 delas, sendo 5 delas pela Hunslet. Estas maquinas foram desenvolvidas para trafegar em trilhos de perfil baixo, de até 8 kg/m. Sofreram inumeras alterações com o passar dos tempos , tais como alteração de posição de rodas, peso, formato da caldeira, etc.

Os modelos mais comuns ficaram conhecidos por “velha wren” e “nova wren” (construidos apartir de 1915). Do modelo antigo, a principal diferença era o sistema de reversão adotado, o “sthephenson”, interno aos longerões, com cilindro paralelo a linha de centro das rodas, e alavanca de marcha do lado esquerdo. Vemos o exemplo em sua foto de fábrica oficial acima.

O modelo novo apresentava sistema de reversão “marshall”, externo ao longerão, com cilindro inclinado em relação a linha de centro das rodas, alavanca de marcha do lado direito. Na foto ao lado vemos este modelo de maquina. Se apresentou bem em funcionamento, porém, os dois modelos foram fabricados, independente da época, 67 do modelo antigo e 109 do modelo novo.

Locomotiva Wren do modelo novo em sua foto de fábrica
Locomotiva Wren do modelo novo em sua foto de fábrica

 Dados técnicos:

Diâmetro/curso dos cilindro: 6″ X 9″;

Diâmetro das rodas: 1′ 8″ (533,4);

Base Rígida: 3′ (914,4);

Pressão de Trabalho: 140 lbs;

Peso em ordem de marcha: 3 ton;

Potência: 28 HP.

No Brasil possuímos aproximadamente 6 unidades desta pequena locomotiva. A maior concentração foi na São Paulo Railway, possuidora de 3 unidades, utilizando-as em linhas auxiliares de abastecimento de carvão das grandes locomotivas, e na construção da via permanente. Uma dessas locomotivas encontra-se preservada e em exposição no Museu Funicular, em paranapiacaba, no município de Santo André.

 

Locomotiva wren preservada em paranapiacaba
Locomotiva wren preservada em paranapiacaba
Desenho esquemático das locomotivas wren pertencentes à SPR
Desenho esquemático das locomotivas wren pertencentes à SPR

É curiosos ressaltarmos que todas as 6 maquinas existem em dias atuais e, com exceção da supracitada no museu, todas elas pertencem a particulares que as guardam em muito bom estado de conservação em suas propriedades. Pelo seu diminuto tamanho e peso, são locomotivas amplamente queridas no mundo, existindo diversas preservadas. O mundo do modelismo de “vapor vivo” também é atraído pelo seu modelo peculiar e simples, levando muitos destes modelistas a construir suas proprias “wren” nas oficinas de fundo de quintal.

Interessante exemplar de locomotiva wren do modelo antigo, com bomba d'água acoplada a braçagem, e gradil no reservatório de combustível, tipicamente para queima de lenha
Interessante exemplar de locomotiva wren do modelo antigo, com bomba d’água acoplada a braçagem, e gradil no reservatório de combustível, tipicamente para queima de lenha
Placa da locomotiva wren da fotografia acima
Placa da locomotiva wren da fotografia acima

Post a comment

You may use the following HTML:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>